Dicas para Redes Socais em 2019

Dicas para Redes Socais em 2019

A entrada do novo ano é um grande momento para reavaliar tudo o que foi feito e encontrar forma de melhorar a estratégia de redes sociais. Tal como a maioria dos canais de marketing digital, as redes sociais estão sempre a evoluir. Os comportamentos das pessoas mudam, assim como as tecnologias e plataformas de redes sociais.

É fundamental que trate o público como pessoas reais – indivíduos em vez de grupos. “Personas de marketing” são cruciais para ajudar neste processo. Será necessário dividir os grupos e identificar uma situação específica que afeta um individuo real, com o fim de fazê-lo sentir-se importante para a marca.

 

1. Ser autêntico e oportuno

Será fulcral responder rapidamente a reclamações, problemas e questões de clientes. Fazer isso de forma real e apoiar o público em primeiro lugar é importante para a lealdade à marca.

Este será o ano da autenticidade nas redes sociais. Portanto, significa menos de atualizações genéricas e mais de bastidores e histórias íntimas. Histórias de criar uma relação mais transparente e significativa entre o usuário e a marca.

Lembre-se que a novidade nas redes sociais é o essencial. A conexão com os consumidores através das redes sociais é feita ao estar presente e ao interagir dentro da plataforma, em vez de usá-la apenas para obter visibilidade e tráfego.

Precisa de ter tempo para entender os consumidores e o modo como eles interagem com a marca em cada plataforma de rede social. Posteriormente, será necessário envolver-se com eles nas suas comunidades utilizando uma comunicação adequada e meios adequados.

No que diz respeito às redes sociais, as marcas deverão ser sensíveis perante os consumidores e permanecerem envolvidas com o público. Independentemente da marca em causa, cada tipo de cliente (incluindo funcionários e investidores) irá esperar uma interação mais pessoal por parte da empresa.

Portanto, é o público quem vai ajudar a empresa a crescer. Eles vão promover a marca por si, fazendo com que o seu alcance cresça consideravelmente.

Lembre-se: as empresas que participam em conversas com clientes e potencias clientes são capazes de cultivar relações autênticas, e destacam-se entre as marcas que não o fazem.

 

2. Conte histórias autênticas e partilhe momentos que importam

Conte histórias que criem uma relação mais transparente e significativa entre o consumidor e a marca. Mas, é essencial que essas histórias sejam importantes para as pessoas e não para a marca. Partilhe também segredos que sejam importantes para o público.

Como saber que conteúdo é interessante?

  • Crie o melhor conteúdo para o blog e faça vídeos de 1 minuto sobre os mesmos tópicos. Publique esse vídeo nas redes sociais;
  • Retire o melhor desempenho das mensagens e converta-as num artigo, utilizando o poder social para abastecer rankings de tráfego;

Os vídeos de 1 minuto vão conseguir 400 a 500% mais alcance no LinkedIn em comparação com o Facebook. Quase todo o conteúdo criado serve para várias plataformas de redes sociais, mesmo que as audiências não sejam as mesmas.

Este é o ano de mergulhar profundo, de forma longa e efémera, e de trazer vida à marca, contar uma história, conectar-se com os utilizadores a um nível mais significativo, e deixar menos espaço para a imaginação quando se trata de mostrar os produtos/serviços.

 

3. Trabalhe com Influencers

Estamos numa era em que há um grande crescimento de influencers experientes em criar campanhas de sucesso. Além disso, cada vez mais as empresas procuram estratégias de marketing de influencers.

 

4. Vídeo

É essencial criar conteúdo de vídeo este ano! Mas não utilize só o Facebook, é importante diversificar. O Instagram continua a crescer e as stories tornam-se cada vez mais populares do que o feed.

Crie valor e seja criativo, crie conteúdos em vídeo e teste todas as variáveis para ver o que funciona melhor tanto para a marca como para o público.

Pode fazer vídeos através de smartphones de modo a acompanhar o ritmo do conteúdo que os consumidores estão à procura – a tendência de conteúdo efémero. Esses vídeos são uma forma aceitável de conteúdo e não diminui o brand equity. Por outro lado, torna a marca mais acessível e fidedigna.

Crie vídeos de 15 a 30 segundos para publicar no feed do Facebook, Instagram e LinkedIn. Crie vídeos de 15 segundos para publicar nas stories.

Opte por colocar o melhor conteúdo nos 10 primeiros segundos, pois não importa o quão interessante, útil, divertido ou informativo seja o vídeo, os espetadores começam a abandoná-lo após os 10/15 segundos.

 

5. Facebook Messenger & Chatbots

Tanto o Facebook Messenger como o Chatbots têm taxas de abertura impressionantes e são umas das maneiras mais eficazes de conquistar o público. As empresas que publicitam através do Messenger ganham taxas de abertura de 60 a 80% nos primeiros 60 minutos.

Este ano é importante expandir o chat das suas páginas de redes sociais. O Facebook Messenger Marketing é o novo e melhorado E-mail Marketing.

Um dos melhores conselhos para gestão de redes sociais em 2019 consiste em construir um chatbot do Facebook Messenger. Faça crescer os contactos do Facebook Messenger e comece a distribuir estrategicamente conteúdo via Messenger.

O Facebook Messenger é um canal social com uma abordagem muito pessoal. A maioria dos consumidores não pensa nas aplicações de conversa como um canal de marketing, o que torna ainda mais eficaz quando uma empresa utiliza chatbots.

 

6. Socialização em Redes Sociais

As empresas estão a aperceber-se que os consumidores querem mais do que tentativas artificiais de conquista. Para acabar com a desorganização, as empresas têm para oferecer comunicações autênticas que ajudam as pessoas a conectar-se e a criar relacionamentos significativos.

Só faz sentido nas redes sociais o que é centrado na sociedade e na comunidade. As preferências nas redes sociais estão a mover-se para a conquista de comunidades mais íntimas. Acima de tudo, grupos no Facebook são um ponto forte para conquistar, e um lugar para concentrar os esforços. As pessoas anseiam um sentimento de pertença com as respetivas tribos e querem participar em grupos significativos.

Em suma, marcas e empresas deverão investir na criação e gestão de grupos de nicho para promover relacionamentos mais profundos com as comunidades.

 

7. Ganhar, reconstruir ou manter a confiança dos seguidores

Em 2019 as marcas devem trabalhar no sentido de capturar e reter a confiança do público. Se colocar o coração das pessoas em cada uma das suas estratégias de redes sociais, tem uma possibilidade muito real de fazer conexões emocionais com o que os consumidores se preocupam, podendo mantê-los fiéis.

Como ganhar a confiança dos seguidores?

  • Não peça aos seguidores para fazerem algo (“gostar“, “comentar“, “partilhar“): crie conteúdo que os levará a fazer o que quer sem implorar.
  • Pare de vender, comece a comunicar: convide os seguidores para uma conversa, sem falar em vendas.
  • Aumente o orçamento da publicidade paga: vai precisar dele para neutralizar algumas perdas que possam ocorrer.

 

 

8. O ano do LinkedIn

Este ano vai ser o ano de renascimento do LinkedIn e a ascensão do LinkedIn de influencers que são capazes de construir e alavancar grandes audiências. O LinkedIn está a evoluir, além de procura de emprego e publicações, o canal está a fazer um esforço para se tornar numa rede de partilha.

Esta plataforma muitas vezes não é plenamente aproveitada pelas empresas. No entanto, se verificar tudo o que o LinkedIn tem feito – vídeo, aumento de influencers – esta é a plataforma para assistir e levar a sério este ano.

O LinkedIn tem dez vezes mais visualizações de vídeo em comparação com o Facebook, mesmo com um público maior no Facebook. O LinkedIn lançou recentemente os grupos com o fim de atrair mais comunidades para a plataforma.

A plataforma está a criar características atraentes para que os mais jovens a comecem a utilizar, uma vez que estão a começar a entrar no mercado de trabalho ou para o ensino superior.

Por exemplo, se dentro desta plataforma, os executivos são o seu público-alvo, 59% deles prefere assistir a um vídeo do que ler um texto.

Enquanto a maioria das redes sociais tem vindo a atualizar os algoritmos para recompensar o conteúdo mais popular, as atualizações de algoritmo do LinkedIn mudou para mostrar mais o conteúdo menos popular, o que leva a que tenha uma maior oportunidade de ter as suas mensagens vistas, mesmo tendo uma conta pequena.

 

9. Mais programas estratégicos de defesa dos funcionários

Os seus funcionários estão envolvidos na criação do conteúdo? Caso não estejam, está na hora de começarem a estar. Em outras palavras, o conteúdo, quando criado por funcionários, recebe oito vezes mais envolvimento do que o conteúdo partilhado pela própria empresa.

Os funcionários são a melhor maneira de humanizar e personalizar a marca. É sabido que as empresas com funcionários conquistados superam os concorrentes. Envolver os funcionários na criação de conteúdo pode ajudar a criar um senso de propósito comum.

 

10. Criar conteúdo para fãs com dispositivos móveis

Os utilizadores de dispositivos móveis estão claramente a superar os utilizadores por desktop. Consequentemente, significa que o conteúdo que for partilhar precisa de ser adaptado para dispositivos móveis.

É fundamental para criar uma experiência social fluida, bonita e facilmente interativa para os fãs em dispositivos móveis em todos os aspetos de marketing digital.

Tudo o que é partilhado nas redes sociais precisa de ser otimizado para dispositivos móveis. Isto significa que se quer que o público clique num link, com o fim de se envolver com o post, este precisa de ir para uma página que seja projetada para dispositivos móveis.

 

Curiosidades:

  • Estamos no limiar de uma revolução no marketing centrado no ser humano e nos valores;
  • As empresas têm de mostrar aos seguidores que não os estão a manipular;
  • O vídeo curto é cativante para os utilizadores;
  • 50% das empresas vão gastar mais tempo, orçamento e esforço em desenvolvimento de chatbots do que em aplicações até 2021;
  • Ou o seu conteúdo se destaca ou é deixado para trás;
  • Os consumidores querem informações que sejam exclusivas para eles e que os façam interagir com a marca;
  • Conteúdo visual e tático vai continuar a subir contra o conteúdo de texto;
  • O Facebook tem criado o WhatsApp para se tornar a segunda maior plataforma de mensagens. No entanto já foi anunciado que estão para chegar as opções de publicidade e marketing;
  • Os grupos do Facebook são sem dúvida onde o futuro da plataforma se encontra;
  • As stories estão a emergir como a principal forma dos utilizadores consumirem conteúdo, que coincide com períodos curtos de atenção. Elementos interativos aumentam as taxas de resposta e audiência;
  • A maior tendência para 2019 baseia-se no vídeo interativo e orientado por voz.

 

Recomenda-se a leitura: Gestão de Redes Sociais

 

Com este artigo dispõe de dicas para melhorar a sua Gestão de Redes Sociais. Se mesmo assim necessitar de ajuda em qualquer questão contacte-nos. A equipa da TeraStudio estará à sua disposição para qualquer assunto.

TeraStudio é uma empresa especializada na consultoria e formação. Para a área de Marketing Digital na região de Leiria e Santarém. E tem desenvolvido vários projetos de Webdesign, Gestão de Redes Sociais, Criação de Imagem Institucional, Construção de Sites e Consultoria de Marketing.

1 Comment

    Leave a Reply